segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

"CASA DE APOIO NINAR" ESTÁ LEVANDO ESPERANÇAS PARA AS MÃES DE CRIANÇAS ESPECIAIS

 
“Com ela na cadeirinha fica mais fácil dar comidinha e fazer os exercícios que eles nos ensinam lá na Casa de Apoio Ninar”, disse Marilete Pereira dos Santos, após confeccionar a cadeira adaptada para a filha Vitória, de 1 ano e 4 meses. Com produtos de baixo custo, os familiares de crianças com microcefalia aprenderam a técnica adequada para confecção da cadeira com os terapeutas ocupacionais da Casa de Apoio Ninar, em São Luís.

Marilete Pereira dos Santos, 32 anos, moradora de Amarante, aprendeu a técnica com a terapeuta ocupacional Valéria Souza, da Casa de Apoio Ninar, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES). Ela desenvolveu as primeiras cadeirinhas para a filha que tem dificuldades neuromotoras. A cadeira adaptada artesanalmente dá suporte para as crianças melhorarem a postura e obter mais qualidade de vida.
 
Para Marilete Pereira, a oficina de confecção de cadeiras adaptadas para crianças com microcefalia tem ajudado no dia a dia, principalmente na hora dos exercícios de estimulação precoce e na hora da alimentação. Antes, ela precisava ficar com a pequena Vitória no colo para alimentá-la. “Se fossemos comprar uma cadeira adaptada sairia muito caro, muitos não tem condição”, disse durante a oficina de confecção de cadeiras adaptadas para bebês com microcefalia entre 1 ano e 1 ano e 9 meses.
 
Como uma solução barata e de fácil manuseio, os móveis adaptados são feitos com cadeira plástica, macarrão de piscina e entre outros matérias de baixo custo. Mateus Freitas Sales, de 1 ano e 6 meses, também é um das crianças que já está usando a cadeirinha confeccionada na oficina da Casa de Apoio Ninar.
 
“Ele fica muito confortável. São atividades iguais a esta que motivam a continuar, pois ajudam na construção da independência total e ou parcial de nossos filhos”, comenta a mãe Marineide Conceição Freitas Sales, 34 anos, que mora em Amarante do Maranhão, e toda semana se desloca à São Luís para o tratamento da filha.
 
Segundo a terapeuta ocupacional da Casa de Apoio Ninar, Valéria Souza, as cadeirinhas confeccionadas ajudam a postura e no fortalecimento do vínculo familiar. “A minha análise é muito positiva, pois o nosso objetivo foi alcançado. Tanto para as crianças quanto para as mães, as cadeirinhas adaptadas servirão para melhorar a postura e auxiliar na rotina”, afirmou.
 
A iniciativa surgiu após a equipe multidisciplinar da Casa de Apoio Ninar observar essa necessidade durante cada ciclo de atividades.
 
Casa de Apoio Ninar 
A Casa de Apoio Ninar proporciona assistência no tratamento de bebês com doenças que afetam o neurodesenvolvimento. Com profissionais, entre médicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas e assistentes sociais, a unidade oferece atendimento médico especializado, oficinas, cursos e palestras aos familiares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário